Curadoria

Os trabalhos de Curadoria seguem as indicações da Portaria IPHAN n°196, de 18 de maio de 2016. A mesma dispõe sobre a ‘Conservação de Bens Arqueológicos Móveis, cria o Cadastro Nacional de Instituições de Guarda e Pesquisa, o Termo de Recebimento de Coleções Arqueológicas e a Ficha de Cadastro de Bem Arqueológico Móvel’. No que tange ao tratamento dos vestígios culturais, esses passam pelo processo de higienização, numeração, descrição, armazenamento, fotografia, revisão de inventário, acondicionamento e relatório final de procedimentos. Nesse processo apresentado pela Sapiens Arqueologia, as peças são percebidas em suas características tipológicas, características físicas e utilidade perceptível, recebendo fichas individuais com o intuito de promover conhecimento científico. Por último, a produção de uma coleção arqueológica, permite a instituição / museu apresentar e socializar o acervo de forma significativa com os objetos dentro de seu contexto regional.